Zé reage e lança críticas contra governo


Pré-candidato a prefeito, o deputado Zé Carlos do Pátio contestou as declarações do governador Blairo Maggi feitas contra seu grupo político

O deputado estadual Zé Carlos do Pátio (PMDB) condenou na tribuna da Assembléia Legislativa as declarações do governador Blairo Maggi (PR) de que sua eventual vitória à prefeitura de Rondonópolis representará um verdadeiro ‘retrocesso’. Ao rebater Maggi, o discurso inflamado de Pátio ainda cedeu a deixa para a troca de farpas com o líder em exercício da base governista, deputado Ademir Brunetto (PT).

Na tribuna, durante sessão parlamentar na noite de ontem, Pátio exigiu respeito e disparou: “Antes de criticar alguém, que o governador explique então todas as denúncias que estão aí na imprensa nacional. Eu não tenho denúncias manchando meu nome. Quem é esse homem para falar de minha história política? Como se eles fossem moderno, o novo. Respeito, governador”.

Em reportagem publicada na edição de ontem do Diário, o governador acionou uma leva de farpas contra o candidato do PMDB à prefeitura de Rondonópolis, reduto eleitoral de Maggi. A cidade é administrada por Adilton Sachetti (PR), candidato ‘ciceroneado’ por Maggi nas eleições de 2004. O chefe de Estado é enfático ao declarar que aposta todas as fichas na conquista da reeleição este ano. “Podem escrever. Ele será o vencedor”, atestou Maggi na entrevista.

As críticas de Maggi respingaram no deputado estadual Percival Muniz (PPS), que apóia Pátio na disputa, e no PMDB, comandado pelo deputado federal Carlos Bezerra. No contraponto, Pátio frisou que se opôs ao nome de Sachetti em 2004 e assim o fará novamente em 2008 por não acreditar no discurso defendido pelo prefeito e seu grupo político. “Não ia aceitar isso que estou vendo. Não me curvaria jamais a esse poderio econômico”, replica.

O deputado ainda sugeriu que Maggi faça mais obras e investimentos a Rondonópolis antes de lançar qualquer reclamação ao postulante. Ele mencionou entre as cobranças o déficit em casas populares no município e uma suposta falta de empenho do governo estadual em conseguir junto ao governo federal e investidores privados a retomada das obras da Ferrovia Vicente Vuolo, com a chegada dos trilhos a Rondonópolis.

O ‘desabafo’ de Pátio teve como reação imediata a tomada da tribuna pelo líder interino da base de sustentação do governo Maggi na Assembléia, Ademir Brunetto (PT). Num tom inicialmente de moderador, o parlamentar petista chegou a induzir no discurso que a imprensa seria a culpada por uma suposta “dúbia interpretação” das declarações do governador. “Maggi reconhece seu trabalho, deputado. Não é por aí a discussão que temos que travar na tribuna”, afirmou.

No revés, Pátio condenou a investida de Brunetto. “O PT mudou mesmo”, alfineta, em alusão ao apoio do Partido dos Trabalhadores à candidatura de Sachetti em 2004. Em resposta, Brunetto chegou a declarar que desavenças políticas são problemas que competem apenas a Pátio. Segundo o parlamentar, a decisão à época adotada pelo diretório do PT municipal se deu sem intervenções e por concordar com o plano de governo defendido por Sachetti.

“Não se pode misturar disputas eleitorais com questões pessoais. Isso é um problema seu e não precisa transferi-lo ao plenário. Por isso, também nos respeite, deputado”, disparou Brunetto.

JULIANA SCARDUA
Reportagem Diário de Cuiabá

Mais de 60 são presos em Mato Grosso


Novos grupos que agiam contra o ambiente no Estado, dentre eles diversos policiais, são alvo da Federal

A Polícia Federal prendeu ontem 61 pessoas envolvidas em um esquema criminoso de extração e transporte irregular de madeira em Mato Grosso. Uma equipe de 250 agentes e 50 delegados trabalhou nas investigações durante 12 meses para desencadear a Operação Termes e desarticular a quadrilha. Ao todo foram expedidos 58 mandados de busca e apreensão e 67 de prisão em Cuiabá, Várzea Grande e em outras 12 cidades do interior.

Das pessoas presas, além de madeireiros e advogados, 29 eram funcionários públicos. Eles são acusados de negligenciar fiscalização e facilitar o transporte de madeira irregular. Entre os envolvidos no esquema estão agentes das polícias Rodoviária Federal, Civil e Militar e funcionários da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) e do Indea, o Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso. Todos estão com mandado de prisão temporária de cinco dias decretado.

Em entrevista coletiva, o delegado federal responsável pelas investigações, Carlos Eduardo Fistarol, acompanhado do superintendente regional da PF de Mato Grosso, Oslaim Campos Santana, fez um balanço da operação, ontem à tarde.

Ele informou que as investigações se iniciaram há um ano e foi realizada por meio do Departamento de Inteligência da polícia, acompanhada pelo Ministério Público Federal. Na deflagração, foram realizados oito flagrantes em cidades do interior.

Fistarol explicou que a organização criminosa se dividia em três núcleos que não eram diretamente ligados. No entanto, tinham como elo a advogada Silvana Moraes Valente, apontada pelas investigações como a chefe do esquema.

O primeiro núcleo, composto por funcionários da Sema, era responsável pela expedição de autorização de manejo. Os servidores envolvidos também são acusados de negligência na aplicação de multas. Do segundo grupo faziam parte funcionários do Indea. Esses eram responsáveis pela adulteração da classificação da madeira. Isso era feito para que as madeiras transportadas, que eram de comercialização proibida ou controlada, fossem notificadas como regulares.

O terceiro e último grupo do esquema era composto por agentes da Polícia Rodoviária Federal. Eles facilitavam o transporte das madeiras pelas rodovias, fazendo “vista grossa”. O delegado não soube informar, ao certo qual o valor das propinas que eram cobradas. “Há indícios que os criminosos cobravam por carregamento. Em um dos casos, a propina foi de R$ 500”, informou.

O chefe nacional da Divisão de Repressão e Combate a Crimes Ambientais da Polícia Federal, Álvaro Ricardo Pagliarini, acompanhou os trabalhos da operação e disse que o grupo desarticulado não tem ligação direta com os crimes apurados em operações anteriores para o combate a ilícitos ambientais, como a Curupira, de 2005, e Arca de Fogo, vigente. No entanto, ele disse que alguns envolvidos na Termes também têm ligação com as operações anteriores, mas que representam casos isolados.

Após os depoimentos dos envolvidos e a análise de documentos e computadores apreendidos, o inquérito deverá ser apresentado ao MPF. Os acusados serão indiciados por crimes de formação de quadrilha, corrupção ativa e passiva e exploração de privilégios.

Os funcionários púbicos envolvidos, além de responderem inquérito criminal, também estão sujeitos a sanções administrativas que podem variar de advertência por escrito à exoneração do caso.

ALEXANDRE APRÁ
Especial para o Diário de Cuiabá

IGP-M em 12 meses é maior desde abril de 2005

De acordo com o coordenador da FGV, dificilmente a taxa de 12 meses até maio deixará de superar os 10%

SÃO PAULO - O Índice Geral de Preços - Mercado (IGM-M) acumulado em 12 meses até abril atingiu a expressiva marca de 9,81%, resultado mais elevado desde abril de 2005, quando a taxa chegou a 10,74%. De acordo com o coordenador de Análises Econômicas da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Salomão Quadros, dificilmente a taxa de 12 meses até maio deixará de superar os 10,00%.

"Pelo atual comportamento do índice, seria bem difícil ele ficar, no próximo mês, mais baixo do que em maio de 2007, quando variou apenas 0,04%", disse Quadros. "É uma questão de estatística, pois, no acumulado de 12 meses de maio de 2008, deveremos retirar o número correspondente ao mesmo mês do ano passado", explicou.

Desde o final de 2007, quando o IGP-M chegou à marca de 7,75%, as taxas acumuladas em 12 meses não pararam de subir. Em janeiro, o indicador atingiu 8,38%; em fevereiro, 8,67%; em março, 9,10%; e, em abril, o nível de 9,81%.

A maior justificativa para este comportamento é que as variações mensais do índice vêm ficando acima do nível de 0,30%, considerado por Quadros como um patamar ideal para situar a inflação, em termos anualizados, próxima de 4,50%. "Está difícil, pelo menos no curto prazo, voltarmos a um nível mais baixo", comentou.

Segundo ele, o atual momento dos preços industriais do atacado é de forte elevação (subiu 1,37% em abril) e o segmento agrícola, apesar de ter caído 1,19% no mês, apresentou altas importantes na maior parte do ano. Prova disso, é que acumulou variação de 2,50% até abril.

Para maio, ele preferiu não projetar uma taxa mensal exata. Destacou, entretanto, que as pressões do atacado, em conjunto com as variações mais fortes dos preços da alimentação no varejo, poderão manter o índice em um nível elevado.

Flávio Leonel, da Agência Estado

Créditos pagos a magistrados do TJMT foram irregulares


Créditos pagos pela administração do desembargador José Ferreira Leite a um grupo seleto de magistrados, que em sua maioria eram membros de uma loja maçônica, foram efetuados de forma irregular, mediante reajuste de uma suposta diferença de teto, conforme consta de "substancioso" relatório apresentado pela Corregedoria Geral de Justiça de Mato Grosso.

O relatório foi apresentado ao ministro-relator da sindicância 146/MT e do habeas corpus 100928/MT do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ao procurador- geral da República, ao presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, ao procurador-geral de Justiça de MT, ao promotor do Patrimônio Público e ao Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate do Crime Organizado).

Dentre as irregularidades apontadas no relatório consta desde a prática de atos de improbidadade administrativa, até crime de estelionato e formação de quadrilha, cujos atores, neste episódio, são magistrados que exerciam cargos de extrema relevância na gestão do desembargador José Ferreira Leite.

Segundo consta do relatório, os magistrados envolvidos são: Marcelo de Souza de Barros, Irênio Lima Fernandes, Antonio Horácio da Silva Neto (presidente da Associação de Magistrados de Mato Grosso), Marcos Aurélio dos Reis Ferreira (filho de José Ferreira Leite).

No caso denunciado, como consta do relatório, toda a orquestração se deu com objetivo de socorrer uma loja macônica, cujos membros foram prejudicados com quebra da Cooperativa de Crédito de Poconé (Sicoob Pantanal), em novembro de 2004.

O que chama atenção é o fato de o relatório colocar às escancaras, pela primeira vez, duas instituições conceituadas e seculares como o Poder Judiciário e Maçonaria, ou pelo menos membros da mais alta potência maçônica de Mato Grosso, até então conideradas intocáveis aos olhos da sociedade brasileira e mato-grossense.

Redação Olhar Direto

Lula já se convenceu de que o aumento da gasolina é inevitável

Sem confirmar o reajuste, Lobão diz que seria ?imperceptível? na bomba

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva está convencido de que o aumento do preço da gasolina é inevitável. A decisão sobre quanto e quando isso ocorrerá, no entanto, ainda não estava tomada até o início da noite de ontem. Mas o presidente, em conversas com auxiliares, já reconheceu que, depois de 31 meses sem alterações no preço, "é razoável" que haja reajuste dos combustíveis.

Hoje o presidente Lula deverá tratar do assunto com a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, que já ocupou a pasta de Minas e Energia, e com o ministro Edison Lobão, atual titular do ministério. Oficialmente, a agenda de Lula não registra a presença do presidente da Petrobrás, José Sérgio Gabrielli. No entanto, Gabrielli, que será condecorado pelo Ministério das Relações Exteriores, passará o dia em Brasília em "stand by", segundo assessores.

No Palácio do Planalto, assessores do presidente lembram que o último reajuste dos combustíveis ocorreu quando o barril do petróleo estava na casa dos US$ 30. Hoje, já ultrapassa US$ 120 dólares. "Ninguém gosta de aumentar nada", comentou um ministro, justificando, em seguida, que também não se pode manter o preço defasado como está agora. A principal peocupação é com o impacto que o aumento terá na inflação. Afinal, a demanda está aquecida e já fez o Banco Central (BC) elevar a taxa básica de juros na última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom).

Os dados recebidos pelo governo indicam que o impacto do reajuste da gasolina na inflação não será tão grande quanto se pensa. "É muito menos do que se fala", atestou um auxiliar do presidente. Ele reiterou que o que tiver de ser feito em relação a esse assunto será feito, porque o governo não poderá ficar represando um reajuste eternamente. Na opinião deste auxiliar, já que o reajuste é inevitável, é melhor que seja feito logo, para evitar maiores polêmicas e especulações.

O ministro Edison Lobão disse ontem que, se a Petrobrás realmente decidir elevar o preço do petróleo nas refinarias "não haverá aumento perceptível no preço do combustível na bomba". Lobão passou a tarde em Florianópolis, e falou à imprensa durante a posse da diretoria da Eletrosul, empresa do grupo Eletrobrás, responsável pela distribuição de energia nos três Estados da Região Sul e em Mato Grosso do Sul.

O ministro não confirmou o reajuste, embora tenha dito que a Petrobrás está perdendo fôlego no mercado interno, prejudicada pela constante alta do petróleo no mercado internacional. "Se houver reajuste, será estabelecido nesta semana", disse Lobão, sem se manifestar em relação aos 5% especulados.

Lobão falou novamente sobre a situação da Eletropaulo, mas não apresentou medidas concretas. De acordo com o Sindicato dos Eletricitários de São Paulo, a rede de distribuição da capital paulista apresenta um defeito a cada 500 metros na linha de distribuição. "Técnicos do Ministério de Minas e Energia e do governo do Estado estão trabalhando em conjunto para tomar todas as providências necessárias em relação à Eletropaulo."

Tânia Monteiro - estadão

Palmeiras vence a Ponte e fica perto do título do Paulistão


Vitória por 1 a 0 coloca equipe de Luxemburgo perto da conquista da competição que não vence desde 1996

SÃO PAULO - Mão na taça. Título garantido. Festa antecipada. Seja como for, o Palmeiras deu um passo importante para conquistar o título do Campeonato Paulista ao vencer a Ponte Preta por 1 a 0, na tarde deste domingo, no Moisés Lucarelli, em Campinas, na primeira partida da final.

Com a vitória, o Palmeiras pode até perder por um gol de diferença, na partida de volta, no próximo domingo, que conquistará seu primeiro título paulista desde a edição de 1996, quando a equipe alviverde foi campeã justamente com o técnico Vanderlei Luxemburgo.

ELE SABIA
O mistério das escalações durou até 30 minutos antes do jogo. Luxemburgo optou por escalar Wendel na vaga de Léo Lima, deixando Denílson no banco de reservas. De acordo com o treinador, a atitude era por causa da escalação da Ponte, que entrou em campo com três atacantes. "Eu já sabia qual seria o esquema deles. Vamos fechar o meio-campo", previu Luxemburgo.

A decisão de Luxemburgo surtiu efeito e o Palmeiras dominou os primeiros 15 minutos, com boas jogadas pelas laterais. A Ponte, com o apoio de sua torcida, passou a explorar os espaços deixados por Elder Granja e parecia mais próxima de abrir o placar ao ter duas boas chances, sendo a melhor delas com Wanderley, que cabeceou na cara do gol, mas a bola quicou e passou por cima do travessão.

Sem se desesperar, o Palmeiras continuou com seu ritmo cadenciado, esperando pela oportunidade certa para marcar seu gol, e tal chance aconteceu logo aos 19 minutos. Sem Denílson para cobrar os escanteios, Leandro foi o responsável pela cobrança precisa que terminou com o desvio de cabeça de Kleber para abrir o placar.

O FORTE DO PALMEIRAS É...
Ao contrário de outros jogos, o Palmeiras mostrou que não é apenas um time ofensivo. Com Valdívia apagado - preocupado em não levar o segundo cartão amarelo -, a equipe alviverde passou a confiar seu destino no jogo em sua defesa.

Precisos, Henrique e Gustavo não deram espaços aos atacantes ponte-pretanos que, sem contar com a armação de Elias (machucado) e Renato (suspenso), tentavam jogadas individuais, sem sucesso. A torcida alvinegra, no entanto, tratou de apoiar o time, que chegou a pressionar o Palmeiras ao final da primeira etapa, mas sem chance real para igualar o marcador.
Ponte Preta 0
Aranha; Raulen (Giuliano), João Paulo, Jean e Vicente; Deda , Bilica, Ricardo Conceição, Luís Ricardo; Wanderley (Marcelo Soares) e Danilo Neco (Leandro)
Técnico: Sérgio Guedes
Palmeiras 1
Marcos; Elder Granja, Gustavo , Henrique e Leandro; Pierre, Wendel, Diego Souza e Valdívia (Denílson ); Kleber (Lenny) e Alex Mineiro (Makelele )
Técnico: Vanderlei Luxemburgo
Gols: Kleber, aos 19 minutos do primeiro tempo;
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira, SP
Renda: R$ 663.643,00
Público: 19.111 total
Estádio: Moisés Lucarelli, em Campinas

Ciente de que a vantagem era o suficiente, Luxemburgo não hesitou em reforçar a marcação da equipe, deixando-a preparada para os contra-ataques. Sinal disto foi a substituição de Valdívia por Denílson. "Nossa proposta era marcar muito bem e explorar os contra-ataques. O time está de parabéns pela dedicação tática", afirmou Diego Souza, que teve mais uma atuação discreta.

TUDO OU NADA
Sem opção, o técnico da Ponte Preta, Sérgio Guedes, viu-se obrigado a colocar sua equipe à frente. O meia Giuliano entrou no lugar do lateral Raulen, com a intenção de dar criatividade à Ponte Preta. "O Raulen foi treinado para ser o nosso homem de criação, mas não tivemos sucesso", comentou o treinador.

Aos poucos, a Ponte melhorou sua marcação no meio-campo e começou a pressionar um Palmeiras recuado, mas perigoso em suas saídas ao ataque. Irritado, o goleiro Marcos passou a ser exigido, e não decepcionou. Em dois chutes fortes, de fora da área, o goleiro palmeirense defendeu e evitou a reação adversária. E, quando Marcos não aparecia, a falta de pontaria dos atacantes ponte-pretanos garantia o resultado. Exemplo disto foi a cabeçada de Luís Ricardo que, sozinho, cabeceou para fora.

"Ainda não vencemos nada. O time da Ponte Preta é perigoso. É claro que essa coisa de 'já ganhou' é da mídia, mas estamos concentrados até o final da competição", avisa Luxemburgo. Apesar das palavras do treinador, a torcida palmeirense não contém sua euforia pelo resultado. É esperar para ver.

Alan Rafael Villaverde - estadao.com.br

Ferrari, com Raikkonen, domina e vence o GP da Espanha


Finlandês domina prova desde a largada e ganha pela 2.ª vez no ano; Massa é segundo; Kovalainen bate forte

SÃO PAULO - Mostrando que realmente não tem adversários na disputa pelo título, a Ferrari dominou completamente o GP da Espanha deste domingo. Bom para Kimi Raikkonen, que largou na pole e venceu a prova em Barcelona sem ser ameaçado. Felipe Massa completou a festa do time italiano, terminando em segundo. Lewis Hamilton, da McLaren, completou o pódio, em terceiro a corrida marcada pelo forte acidente de Heikki Kovalainen (Renault).

Com a vitória, Raikkonen chega a 29 pontos e lidera o campeonato, contra 20 do vice-líder Hamilton, 19 de Robert Kubica (BMW-Sauber), o terceiro, e 18 de Massa, em quarto. A Ferrari retomou a liderança entre as equipes, com 47 pontos, contra 35 da BMW-Sauber.

Logo na primeira volta, uma batida envolvendo Adrian Sutil (Force India) e Sebastian Vettel (Toro Rosso) provocou a entrada do Safety Car. Mesmo assim, deu tempo para Massa ganhar uma posição. Na largada, o brasileiro partiu bem e passou Fernando Alonso (Renault), ficando atrás apenas de Raikkonen.

A partir daí, as Ferraris fizeram uma corrida a parte, só deixando as primeiras posições nos intervalos para as paradas de box, sempre com Raikkonen à frente de Massa, que ainda teve cabeça para terminar na segunda posição.

Outro que teve uma boa prova foi Hamilton, que largou em quinto, mas rapidamente ascendeu à terceira posição, antes da 11.ª volta, e lá ficou até o final da corrida, funcionando como 'escolta' das Ferraris.

ACIDENTE
O acidente mais sério da corrida aconteceu na volta 12, quando Kovalainen - então líder por conta do intervalo das paradas de box - saiu da pista e bateu de frente na barreira de pneus, a mais de 200 km/h, numa batida semelhante àquela que quebrou a perna de Michael Schumacher, na Inglaterra, em 1999.

A preocupação maior aconteceu porque o carro entrou por baixo da barreira de pneus, deixando o piloto preso por alguns minutos. O piloto foi retirado do carro consciente e encaminhado para um hospital local para exames mais apurados. No total, foram 13 minutos com o safety car na pista.

BRASILEIROS
Nelsinho Piquet (Renault) manteve a 10.ª na largada, mas escapou da pista na quinta volta e caiu para 18.º. Duas voltas mais tarde, o brasileiro tentou ultrapassar Sebastian Bourdais (Toro Rosso), os dois se tocaram e abandonaram, ambos, com as suspensões quebradas.

Igualando a marca recorde de 256 GPs do italiano Riccardo Patrese, Rubens Barrichello fazia uma corrida discreta, andando entre os 12 primeiros, até que, na volta 26, ainda com bandeira amarela pelo acidente de Kovalainen, o piloto da Honda bateu com Giancarlo Fisichella (Force India) dentro do box.

Pior para o brasileiro, que quebrou a asa dianteira e teve de retornar para reparar o carro na passagem seguinte. Dez voltas mais tarde, Barrichello entrou no box novamente, mas agora para abandonar.

PRÓXIMA
A próxima etapa da Fórmula 1 acontece no dia 11, com o GP da Turquia, em Istambul, onde Massa venceu as duas corridas.

Classificação da prova:
1.º - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), 66 voltas completadas, em 1h38min19s051
2.º - Felipe Massa (BRA/Ferrari), a 3s228
3.º - Lewis Hamilton (ING/McLaren), a 4s187
4.º - Robert Kubica (POL/BMW Sauber), a 5s694
5.º - Mark Webber (AUS/RBR Renault), a 35s938
6.º - Jenson Button (ING/Honda), a 53s010
7.º - Kazuki Nakajima (JAP/Williams), a 58s244
8.º - Jarno Trulli (ITA/Toyota), a 59s435
9.º - Nick Heidfeld (ALE/BMW Sauber), a 1min03s073
10.º - Giancarlo Fisichella (ITA/Force India), a 1 volta
11.º - Timo Glock (ALE/Toyota), a 1 volta
12.º - David Coulthard (ING/Red Bull), a 1 volta
13.º - Takuma Sato (JAP/Super Aguri), a 1 volta

Abandonos
Nico Rosberg (ALE/Williams-Toyota), 41 voltas completadas
Fernando Alonso (ESP/Renault), 34
Rubens Barrichello (BRA/Honda), 34
Heikki Kovalainen (FIN/McLaren-Mercedes), 21
Anthony Davidson (ING/Super Aguri-Honda), 8
Sebastien Bourdais (FRA/Toro Rosso-Ferrari), 7
Nelson Piquet (BRA/Renault), 6
Sebastian Vettel (ALE/Toro Rosso-Ferrari), 1
Adrian Sutil (ALE/Force India-Ferrari), 1

Tercio David - estadao.com.br

Desembargador acolhe pedido do MPE para anular nomeação de Humberto Bosaipo no TCE

O desembargador Donato Fortunato Ojeda deu provimento ao Mandado de Segurança interposto pelo Ministério Público Estadual contra a nomeação do deputado estadual Humberto Bosaipo para o cargo de Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso. Além de acolher o pedido para anular o ato de nomeação de Bosaipo, o desembargador deferiu o pedido para que o ex-deputado fosse excluído do cargo de conselheiro do TCE.

Em seu voto, o desembargador salientou que " ... as informações contidas às folhas 55/61 e fl. 97 noticiam a existência de 50 ações cíveis propostas pelo Ministério Público em desfavor do Sr. Humberto Bosaipo, nas quais lhe são imputados atos de improbidade administrativa, bem como, o ressarcimento, ao erário público, da quantia de mais de R$ 97 milhões. O ex-Deputado figura como réu em oito ações criminais que tramitam perante esta Egrégia Corte."

Ainda segundo Ojeda, “não se pode concluir que detém reputação ilibada quem está envolvido em notícias mal explicadas de transações escusas que afetam diretamente a moral e o patrimônio público, ainda mais quando o cargo que se pretende ocupar tem por função justamente fiscalizar os atos de agentes públicos que dizem respeito ao erário”.

Na decisão, o desembargador conclui que “ o ex-deputado não possui reputação ilibada, muito menos idoneidade moral para ocupar o cargo de Conselheiro da Corte de Contas Estadual, sendo sua nomeação uma afronta ao senso de probidade que deve nortear toda a atividade do Poder Público”.

O desembargador Ojeda foi voto vencido, tendo o relator do mandado de segurança, desembargador Licínio Carpinelli Stefani denegado o pedido do MPE, sob o argumento de que a configuração do não-atendimento dos requisitos constitucionais de idoneidade moral e reputação ilibada exige sentença com trânsito em julgado, sem o que prevalece a presunção de inocência do Deputado.

Os demais desembargadores membros do Pleno do TJ acompanharam o voto do relator.

Redação Olhar Direto

Raikkonen rouba festa de Alonso e Massa e faz a pole


Finlandês garante pole enquanto espanhol já comemorava; brasileiro decepciona e fica em terceiro

SÃO PAULO - O aniversariante da véspera era Felipe Massa, mas quem fez a festa foi Kimi Raikkonen. O finlandês da Ferrari garantiu neste sábado a pole position para o GP da Espanha, em Barcelona, superando no último instante a surpresa do treino, Fernando Alonso, que levou a torcida local ao delírio, mas com uma ponta de decepção, ao levar sua fraca Renault ao segundo lugar no grid. A prova acontece neste domingo e tem largada prevista para às 9 horas (de Brasília), com transmissão ao vivo pela Globo.

Visivelmente decepcionado após o treino, Massa teve de se contentar com o terceiro lugar no grid, dividindo a segunda fila com o polonês Robert Kubica, da BMW-Sauber.

Nelsinho Piquet conseguiu, pela primeira, passar para a última fase de uma classificação na Fórmula 1. O brasileiro da Renault ficou com o décimo lugar no grid.

Prestes a completar 256 GPs, segundo as próprias contas, Rubens Barrichello não conseguiu se classificar para a parte final do treino, mas ficou num razoável 11.º lugar, duas colocações à frente do companheiro de equipe Jenson Button.

São Paulo vence e pega o Nacional-URU nas oitavas-de-final


Zagueiro Alex Silva marca o gol da vitória sobre o Atlético Nacional-COL pela Copa Libertadores

SÃO PAULO - Não foi a apresentação que o torcedor esperava, mas o São Paulo derrotou na noite desta quarta-feira o Atlético Nacional, da Colômbia, por 1 a 0, no Estádio do Morumbi. Com o resultado, o clube garantiu a liderança do Grupo 7 da Copa Libertadores. O adversário do tricolor nas oitavas-de-final será o Nacional, do Uruguai.

Na classificação geral, o São Paulo acaba na oitava posição, como o pior dos primeiros colocados. Já o Nacional, que nesta quarta derrotou o Cienciano por 3 a 1, termina como o melhor dos segundos colocados - para ter uma idéia, os uruguaios somaram 12 pontos, enquanto o tricolor obteve 11.

Eliminado nas semifinais do Campeonato Paulista pelo Palmeiras, o São Paulo terá um bom tempo de preparação para as oitavas-de-final. O técnico Muricy Ramalho poderá intensificar o treinamento e bolar algo diferente da "manjada" bola área, até aqui a única grande força do time.

ALEX SILVA NA REDE

O São Paulo entrou em campo nesta quarta-feira pressionado. A derrota para o Palmeiras, ainda mais com o episódio do gás, estava engasgado na garganta dos jogadores. A torcida, que compareceu em número regular, queria uma boa atuação do time para esquecer a eliminação no Paulistão.

Se não ganhasse do Atlético Nacional, o São Paulo dependeria de uma derrota do Audax Italiano-CHI para o Sportivo Luqueño-PAR. Mas os jogadores nem se preocuparam com o jogo dos chilenos, uma vez que eles foram facilmente derrotados pelos paraguaios (4 a 1) e terminaram em terceiro lugar na chave.

O São Paulo não esteve 100% nesta quarta e concentrou as jogadas nas bolas áreas. O gol surgiu aos 39 minutos do prim São Paulo 1
Rogério Ceni; Alex Silva, André Dias (Éder) e Miranda ; Zé Luís, Richarlyson, Hernanes, Éder Luís (Fábio Santos) e Jorge Wagner; Borges (Dagoberto) e Adriano
Técnico: Muricy Ramalho
Atlético Nacional 0
Ospina; Zúñiga, Díaz, Moreno e Martínez; Chará , Amaya, Ramírez (Vélez) e Córdoba (Murillo); Villagra (Valencia) e Galván
Técnico: Oscar Quintabani
Gols: Alex Silva, aos 38 minutos do primeiro tempo
Árbitro: Carlos Torres (PAR)
Horário: Morumbi
eiro tempo. Em cobrança de escanteio de Jorge Wagner - como esse jogador bate bem na bola -, Alex Silva aproveitou o rebote para mandar de cabeça para o fundo das redes.

No segundo tempo, o São Paulo reduziu o ritmo e apenas jogou no erro do Atlético. O clube criou boas chances para ampliar o marcador, com Alex Silva - o zagueiro surgiu por várias vezes como homem surpresa -, com Adriano e Borges. Os colombianos assustaram em alguns chutes de longe.

REFORÇOS?

Para manter o sonho do tetracampeonato da Libertadores ainda mais forte, o técnico Muricy Ramalho espera receber reforços para as oitavas-de-final. O presidente Juvenal Juvêncio, antes de ser reeleito para mais três anos, disse que o clube poderia fechar com dois nomes.

André Rigue - estadao.com.br

Mário Lemos toma posse na Saúde

Iremos buscar nos aproximar e motivar os servidores para que a tarefa a ser realizada seja bem sucedida, através da ajuda de todos os servidores envolvidos no processo

Na manhã de ontem em reunião no Palácio Tangará o Prefeito Municipal de Tangará da Serra Júlio César Davoli Ladeia(PR) com os secretarios municipais anunciou a posse do novo Secretário de Saúde, Mário Lemos de Almeida. "Foi comunicado pelo prefeito em reunião com os demais secretários o convite feito a minha pessoa e a aceitação por mim do cargo", informou o ex-ouvidor do município.
De acordo com Mário Lemos a meta para sua administração da pauta será concluir as atividades já em andamento. Jã estão agendadas algumas reuniões para que o secretário fique a par da situação que se encontra a secretaria. "Neste primeiro momento buscamos elencar as ações que estão sendo realizadas na secretaria, para que possamos melhor definir nosso plano de ação", declarou o secretário.
Informa ainda que para o bom andamento dos trabalhos será necessária a coopoeração de todos os servidores. "Iremos buscar nos aproximar e motivar os servidores para que a tarefa a ser realizada seja bem sucedida, através da ajuda de todos os servidores envolvidos no processo", concluiu Mário Lemos

Redação JD on Line

MT fica em penúltimo no Exame da Ordem

Estado está atrás apenas do Amapá em índice de aprovação na prova obrigatória para ser advogado. Participam do exame unificado 25 das 27 unidades

Mato Grosso ficou com a penúltima colocação no ranking dos aprovados no Exame da Ordem dos Advogados do Brasil Unificado em 2007. Com 18% de aprovação, o baixo índice só foi melhor que o do Amapá (índice não divulgado). Desde janeiro de 2007, Mato Grosso integra o grupo de seccionais da OAB que faz o exame unificado, ou seja, aplica a mesma prova que outros 24 estados. Em primeiro lugar no ranking brasileiro ficou Sergipe, com 54% dos inscritos aprovados. As informações foram divulgadas pela seccional da OAB no Estado ontem à tarde, mas ainda não são oficiais.

O ranking das faculdades em Mato Grosso com mais bacharéis em Direito aprovados no Exame da Ordem em 2007 não mudou em relação aos demais anos firmando as universidades públicas no topo da lista. A Universidade Federal (UFMT) ficou em primeiro lugar (63,64% de aprovação), seguida da Universidade do Estado de Mato Grosso, Unemat (38,10%). No total, bacharéis formados em onze faculdades de Direito do Estado se inscreveram e fizeram as provas.

Em 2007, os candidatos puderam fazer o exame em três oportunidades. No ranking, é considerada a média de todas as provas. Entre as particulares, a novidade ficou por parte da Faculdade do Sul de Mato Grosso, Facsul, localizada em Rondonópolis, que arrematou o quinto lugar entre as instituições com graduados inscritos e terceira colocação entre as instituições privadas. Na frente, apenas as Faculdades Integradas Desembargador Sávio Brandão (Fausb), em Várzea Grande, e Universidade de Cuiabá (Unic), que ficaram em terceiro e quarto lugares no ranking geral, respectivamente.

Na outra ponta do ranking, a Faculdade Afirmativo de Cuiabá (Fafi) surge como a última colocada, com apenas 6,10% de aprovação. Em penúltimo lugar aparece a Faculdade de Ciências Sociais e Aplicadas de Diamantino (Uned), com 7,07%. Também não houve surpresas nos últimos lugares do ranking, com as mesmas faculdades do ano passado.

O diretor da Faculdade de Direito da Fafi, João Ernesto Paes de Barros, explicou que o curso sofreu adequações e que as turmas que fizeram o exame no ano passado ainda se formaram na estrutura antiga. O diretor explicou que uma comissão do Ministério da Educação recomendou até mesmo o reconhecimento do curso, que deverá ocorrer recentemente.

Por causa dos resultados ruins apresentados em seqüência pelas mesmas universidades, a OAB estuda uma forma de acionar o Ministério da Educação para exigir mudanças mais drásticas nas instituições, até mesmo com o fechamento de faculdades. Para o presidente regional da OAB, Francisco Faiad, o resultado continua mostrando que há problemas sérios em faculdades de Direito do Estado e são necessárias atitudes mais eficazes para mudar essa realidade.

ALINE CHAGAS
Reportagem do Diário de Cuiabá

Prefeito Júlio César Ladeia anuncia decisão de investimento de 4 milhões


No Gabinete do Prefeito Municipal de Tangará da Serra, na manhã desta terça-feira, 22, uma reunião foi realizada com líderes comunitários, com empresários da Lions Internacional e também com o vereador Luis Marcos.

O encontro aconteceu logo após a coletiva concedida a imprensa tangaraense para se falar da decisão do governador para aplicação dos recursos enviados para o município.

Na oportunidade o prefeito anunciou que parte dos recursos iria para investimentos na Lions Internacional e a outra parte seria para investimento em asfalto nos bairros. “Assim todos saem ganhando. Os moradores de bairros ganharão 2 milhões em asfalto e os empresários que lutavam pela duplicação da Lions, ganharão iluminação, a ciclovia, que já vai diminuir grande parte dos acidentes naquele trecho, além da terraplanagem para a duplicação”, disse Ladeia.

Os presidentes de bairros aplaudiram a decisão do governador e se disseram satisfeitos com o resultado.

Um dos empresários da Lions presente na reunião também concordou com o resultado para os investimentos. “A gente luta há muito tempo pela duplicação da Lions e pela ciclovia e agora nós ficamos felizes com o resultado e também gostaríamos de esclarecer que não estamos contra os presidentes de bairros, o que nós queremos é estar juntos com todos e juntos com o município, até para acompanhar as obras”, afirmou ele.

Nelli Tirelli
Assessoria de imprensa

Petróleo fecha em recorde e acumula alta de 24% no ano

No encerramento dos negócios, o barril foi negociado a US$ 119,37 o barril, alta de US$ 1,89, ou 1,61%

NOVA YORK - O temor com o crescimento da demanda por petróleo na China e a oferta cada vez menor do produto, com interrupção de produção na Nigéria, levaram o preço do barril a mais um recorde nesta terça-feira, 22. Os contratos futuros de petróleo fecharam acima de US$ 119 o barril na bolsa eletrônica de Nova York (Nymex). O valor do petróleo praticamente dobrou em relação ao fechamento de um ano atrás e acumula alta de 24,37% este ano, com base no preço de US$ 95,98 de 31 de dezembro.(leia mais)
Regina Cardeal, da Agência Estado

'Somos totalmente inocentes', dizem pai e madrasta de Isabella


Em entrevista à TV Globo, Alexandre e Anna Carolina insistem na hipótese de que uma 3.ª pessoa matou garota

SÃO PAULO - Dois dias após terem sido exaustivamente interrogados no 9º Distrito Policial (Carandiru) - foram 17 horas, que renderam 20 páginas de depoimento dele e 13 dela - e de terem sido indiciados por homicídio triplamente qualificado (doloso, com os agravantes de motivo torpe, meio cruel e sem possibilidade de defesa da vítima), Alexandre Alves Nardoni, de 29 anos, e Anna Carolina Trotta Peixoto Jatobá, de 24, pai e madrasta da menina Isabella, deram neste domingo, 20, uma entrevista ao Fantástico, da Rede Globo. Eles estavam na casa dos pais dela, em Guarulhos.(leia mais)

Solange Spigliatti, do estadao.com.br

Palmeiras faz 2 a 0 no São Paulo e vai à final do Paulistão


Gols de Léo Lima e Valdívia garantiram a vaga em jogo nervoso; time alviverde volta a uma final após nove anos

PAULO - O Palmeiras está de volta a uma final de Campeonato Paulista depois de nove anos e tem a chance de acabar com o jejum de 12 anos sem títulos na competição. A classificação para a decisão contra a Ponte Preta foi obtida com a vitória por 2 a 0 sobre o arqui-rival São Paulo na tarde deste domingo, no Estádio Palestra Itália, em um jogo nervoso e cercado de problemas.

Foi a primeira vez que o time alviverde eliminou os são-paulinos em uma fase decisiva. Independente disso, o que vale para as torcidas a partir de agora é a expectativa pela final. O time alviverde tem a vantagem de jogar em casa a segunda partida - a primeira final provavelmente será em Campinas, no domingo que vem, às 16 horas - e faz uma final inédita. O técnico Vanderlei Luxemburgo tentará um tricampeonato e a equipe campineira acabar com o fato de nunca ter sido campeã estadual em 107 anos de existência.

Os problemas que começaram durante a semana, com discussões e acusações, se seguiram no jogo, com os são-paulinos acusando os palmeirenses de usar um gás para impedi-los de usar o vestiário no intervalo e causar um blecaute na iluminação do estádio logo após o segundo gol, no fim da partida. Por causa disso a partida ficou 16 minutos parada.
PALMEIRAS 2
Marcos; Élder Granja , Gustavo, Henrique e Leandro, Martinez , Léo Lima, Diego Souza (Wendel) e Valdivia ; Kléber (Denílson) e Alex Mineiro.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo
SÃO PAULO 0
Rogério Ceni; Alex Silva, André Dias e Miranda; Joílson (Sérgio Motta), Fábio Santos , Hernanes, Jorge Wagner e Júnior; Dagoberto e Adriano.
Técnico: Muricy Ramalho
Gols: Léo Lima, aos 22 minutos do primeiro tempo; Valdivia, aos 38 minutos do segundo tempo.
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (Fifa-SP).
Renda: R$ 1.144.355,00.
Público: 27.680 pagantes.
Estádio: Palestra Itália, em São Paulo (SP)

Nem os jogadores escaparam das discussões. Rogério Ceni e Alex Silva foram para cima do meio-campista chileno Valdívia por causa de uma suposta provocação na comemoração do segundo gol do jogo (mexeu os braços como quem dizia 'acabou'), quando o jogo estava parado. Fora os bate-bocas constantes entre os jogadores durante os noventa minutos.

BOLA ROLANDO
Em campo, porém, com a bola rolando, o jogo foi bem distinto. Se no primeiro tempo os dois times mais se estudaram do que jogaram, no segundo tempo foi a eficiência palmeirense nos contra-ataques que lhe garantiu a vitória, mesmo com a pressão do São Paulo o tempo todo.

Foi num lance individual que o Palmeiras abriu o placar, aos 22 minutos da etapa inicial, num chute da intermediária, de pé direito e forte, que Rogério Ceni bobeou e errou ao tentar imaginar o lado em que a bola iria. Esse gol deu a vantagem que o técnico Vanderlei Luxemburgo queria para ter o controle da partida.

No segundo gol do Palmeiras, o contra-ataque criado por Wendel, aos 38 minutos da etapa final, que fez toda a jogada e passou para Valdívia marcar, foi fundamental. A torcida alviverde explodiu em festa e agora aguarda a decisão do campeonato.

Milton Pazzi Jr. - estadao.com.br

Wagner Ramos homenageia cidadãos de Tangará da Serra


Durante a solenidade, personalidades pediram a participação do Estado com ações e recursos para reversão de problemas sócio-econômicos. Mato Grosso também foi enaltecido

Princípios de cidadania, ética, solidariedade, forças de trabalho e de vida. Esses foram alguns dos atributos a receber homenagem da Assembléia Legislativa na tarde-noite desta quinta-feira (17), em sessão solene realizada no Plenário das Deliberações Deputado Renê Barbour.

Na ocasião, os tangaraenses Alceu Luiz Grapeggia, Alfredo Acácio Neuremberg, Deoni Alberto Tomazoni, Edna Márcia C. do Nascimento, Felício Rodrigues de Souza Neto, Nildo Lima Queiroz, Ramão Lopes Chaparro, Ricardo Manoel Arioli Silva e Rubens Jolando – em ordem alfabética – foram agraciados com Títulos de Cidadão Mato-grossense requeridos pelo deputado Wagner Ramos (PR).

“Esses cidadãos são alguns dos muitos pertencentes à nossa região merecedores de todas as honrarias civis destinadas aos homens de bem. Íntegros, eles têm o perfil do desbravador, do empreendedor e do trabalhador brasileiros e, acima de tudo, mato-grossenses e tangaraenses. Eles são alguns dos muitos que – com a graça de Deus – a Assembléia Legislativa irá homenagear futuramente por meio de pedidos nossos”, afirmou Wagner Ramos.

Durante a solenidade, alguns homenageados pediram a participação do Estado com ações e recursos para reversão de problemas sócio-econômicos. Mato Grosso também foi enaltecido. Entre eles, o presidente da Apae de Tangará da Serra, Rubens Jolando, se mostrou preocupado com a posição de algumas autoridades que afirmam que as Apaes não devem receber recursos públicos por serem entidades particulares e que, como mantenedoras das escolas especiais, cabe a elas suprir os recursos necessários à sua manutenção.

“Não acreditamos que essas pessoas pensam assim por falta de informação. Então, o que seria isso? Falta de sensibilidade? O que é uma Apae, senão um grupo de pais que não tiveram a mesma sorte que nós de verem seus filhos nascerem perfeitos e com saúde, e que – unidos através de uma associação e ajudados por amigos voluntários – vão à busca de soluções para os problemas deles?”, questionou.

Segundo Jolando, a Apae deve ser considerada parceira do poder público porque 32% dos seus gastos são suportados diretamente pela sociedade, através de doações e de participações em eventos. “Se não fosse ela, os custos para o poder público seriam bem maiores”, afirmou o presidente, convidando os deputados para visitar a unidade que administra. Rubens Jolando também pediu a Wagner Ramos e os demais parlamentares que nos próximos orçamentos do Estado e emendas individuais direcionem recursos “substanciais” para manutenção das Apaes.

O agrônomo e especialista em Finanças e Gestão Empresarial, Ricardo Arioli, creditou a homenagem que recebeu aos migrantes do sul do país – como ele – que vieram para desbravar Mato Grosso e foram bem sucedidos. “Tivemos um relativo sucesso porque não é à toa que Mato Grosso, nestes últimos 20 anos, se transformou no principal produtor de soja, de algodão, no maior rebanho bovino do Brasil, no maior exportador de carne e também no maior preservador ambiental – apesar do que dizem por aí de que as atividades agropecuárias ocupam a Amazônia”, comemorou.

Ele falou das tecnologias utilizadas no estado, a produtividade obtida do solo, as tecnologias utilizadas, a integração agricultura-pecuária e o índice de desenvolvimento humano como atributos provocam estupefação e inveja em povos de outros países por onde passa.

“Estamos falando do estado mais importante do agronegócio no Brasil e o agronegócio é o negócio mais importante do Brasil. De cada 100 Reais da balança comercial do nosso Brasil, 2 Reais são gerados em Mato Grosso apenas com a cultura da soja. Por isso, tenho certeza de que Mato Grosso seria recebido de braços abertos por qualquer outro país do mundo”, disse Arioli.

Ele lamentou que, às vezes, as barreiras para o desenvolvimento agrícola com sustentabilidade ambiental – que é o desejo dos produtores rurais – são criadas pelos próprios brasileiros e que com a condescendência e a ajuda da Assembléia Legislativa, das lideranças agrícolas e pecuárias do estado, Mato Grosso pode vir a ser o mais ambientalmente correto na produção agrícola do mundo. “O mundo está começando a aprender a respeitar Mato Grosso em termos de produção agrícola e de conservação ambiental”, concluiu Arioli.

A seguir, uma síntese dos perfis dos homenageados que remeteram seus respectivos currículos: Nildo Lima Queiroz – Bacharel em Administração de Empresas com licenciatura plena em Matemática começou sua vida profissional como auxiliar de loja, foi promovido a vendedor e – aos 18 anos – era gerente de loja. Em 1986 se mudou para Tangará da Serra iniciando uma loja de confecções. Foi presidente da Associação Comercial e do Sindicato do Comércio Varejista de Tangará, e conselheiro da Federação do Comércio de Mato Grosso.

Edna Márcia Campos do Nascimento – Formada em Administração de Empresas e em Direito abriu ainda jovem uma pequena empresa do ramo de confecções em Tangará da Serra. Sempre preocupada e envolvida com os problemas sociais do município, em 1986 foi a candidata mais votada na ocasião. Foi dela a emenda parlamentar que garantiu compra da sede dos funcionários públicos de Tangará e construção e apoio a creches. É co-fundadora da CDL de Tangará.

Felício Rodrigues de Souza Neto – Despachante, ele tem participado de várias atividades sociais e de outros cunhos. É sócio-fundador da Associação Comercial e Industrial de Tangará da Serra; foi chefe da 22ª CIRETRAN de Tangará da Serra, fundador do Clube de Desbravadores Alto da Serra (entidade de capacitação de juvenis, adolescentes e adultos nos aspectos físico, mental e espiritual; sócio do Sindicato do Comércio Varejista de Tangará da Serra.

Alfredo Acácio Nueremberg – Em Tangará da Serra desde 1985, trabalhou na empresa Tamisa Ltda – Revenda de Máquinas Agrícolas como mecânico durante dois anos, passando a gerente de serviços de oficina. Trabalhou como autônomo por sete anos como revisor de máquinas agrícolas e seus serviços eram muito requisitados. Em julho de 1977, conseguiu abrir sua própria oficina mecânica atuando no ramo de vendas de máquinas, peças, torno e solda, gerando 15 empregos.

Ricardo Manoel Arioli Silva – Formado em Agronomia e especialista em Finanças e Gestão Empresarial é perito em produção animal, produtor rural, membro do programa de Rotary Intercâmbio de Grupos de Estudo para o estado do Colorado (Estados Unidos). Foi secretário municipal de Administração de Tangará da Serra, vice-presidente do Sindicato Rural de Tangará e vice-diretor Administrativo da Aprosoja – representando Tangará da Serra.

Rubens Jolando – Bacharel em Ciências Econômicas, pós-graduado “MBA em Gestão Empresarial” e “MBA em Marketing Estratégico”, é presidente da APAE de Tangará da Serra para Gestão 2007-2010; presidiu a Loja Maçônica de Tangará nº 11, o Grêmio Recreativo e Esportivo dos Funcionários do Itamarati e da Loja Maçônica Estrela da Barra Antonio Florindo. É, também, diretor administrativo-financeiro da Calcário Tangará Indústria e Comércio.

Alceu Luiz Grapeggia – Desde 1979 em Mato Grosso iniciou suas atividades na agricultura. Foi primeiro produtor de soja da região de Sapezal. Foi um dos fundadores e primeiro presidente da Associação Tangaraense de Ensino e Cultura (Atec). Gerenciou a unidade de Tangará da extinta Casemat e secretário municipal de Obras, Viação e Serviços Urbanos de Tangará. Foi o primeiro diretor do Departamento de Águas e Esgotos do município.

Fonte: FERNANDO LEAL
Secretaria de Comunicação






-

Morre o secretário de Estado Cloves Vettorato

O secretário de Projetos Estratégicos, Cloves Vettorato, de 63 anos, acaba de falecer vítima de falência múltipla dos órgãos e de um tumor cancerígeno no pulmão, segundo informaram fontes médicas para o Olhar Direto, agora há pouco.

"Amigo íntimo e incentivador" do governador Blairo Maggi, Vettorato era considerado o "cérebro" da administração estadual e foi responsável por uma política agressiva de atração de empresas nos últimos anos.

Integrante do convencionado "núcleo duro" do governo Maggi, Cloves Vettorato sempre esteve à frente das principais ações institucionais da atual administração.

O governador Blairo Maggi, de acordo com fontes da família, já foi avisado e deve se deslocar de Sapezal, onde se encontra desde a manhã de hoje, para Cuiabá no começo da manhã de sábado.

Na avaliação de Maggi, além de amigo, Vettorato foi "um grande entusiasta", uma pessoa que começou as lutas em defesa do agronegócio e que fazia tudo com o coração, com paixão singular". Como de praxe, Maggi deve decretar luto oficial por três dias.

Por telefone, o médico Jorge Lafetá confirmou o falecimento de Vettorato e ressaltou que não houve sofrimento, pois Vettorato estava sedado desde que estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Segundo Lafetá, o falecimento ocorreu logo após às 23h.

O velório começará às 7 horas deste sábado, na Famato, de acordo com fontes do cerimonial do governo. O sepultamento ocorrerá às 16h30 no cemitério Parque Bom Jesus de Cuiabá.

Gaúcho de Alegria, Clóves Vettorato, de 64 anos, é formado em administração de empresas pela Universidade Federal de Rio do Sul (UFRGS). Há 22 anos morava em Mato Grossocom a família, a esposa Elisabeth e o filho Gustavo. Trabalhou em várias empresas como o Grupo Olvebra e Petropar Agropecuária.

Entre outras atividades, foi integrante das diretorias da Associação dos Produtores de Sementes de Mato Grosso (Aprosmat), Associação Comercial e Industrial de Rondonópolis (Acir), Associação dos Criadores de Suínos de Mato Grosso (Acrismat) e Produtores de Algodão (Ampa).

Vettorato foi assessor especial do Ministério da Agricultura e Pecuária, diretor e um dos fundadores da Fundação Mato Grosso, secretário de Estado de Desenvolvimento Rural. Atualmente é secretário extraordinário de Projetos Estratégicos e idealizar do Programa de Desenvolvimento MT Regional e a criação dos 15 consórcios intermunicipais de desenvolvimento econômico e sócioambiental.

Um dos mais experientes gestores públicos e conceituado palestrante, ele escreveu o livro “Os impostos na produção de alimentos”, além de dezenas de artigos para jornais e revistas. No Governo Blairo Maggi, realizou viagens de negócios para os Estados Unidos, China, Japão e países da Europa e América do Sul a fim de viabilizar investimentos e divulgar as potencialidades de Mato Grosso.

Como secretário, Vettorato desempenhou com competência a integração das ações de Governo e seus parceiros voltadas ao desenvolvimento econômico e social. Elaborou estudos, planos, programas e projetos de interesse do Governo do Estado. Articulou e auxiliou na organização e consolidação dos segmentos econômicos do Estado, a fim de promover o desenvolvimento econômico sustentável.

Fonte: Edson Rodrigues/Secom-MT

Após indiciar pai e madrasta, polícia ouve hoje avô e tia de Isabella

O avô paterno e a tia de Isabella Nardoni serão ouvidos na tarde deste sábado como parte das investigações sobre a morte da menina. Ontem (18), no mesmo dia em que a criança completaria seis anos, o pai e a madrasta foram ouvidos e indiciados pelo crime. (leia mais)

da Folha Online

Brasil, de Marta, goleia e garante vaga nas Olimpíadas

Brasileiras goleiam Gana por 5 a 1 e vão a Pequim com chances de conquistar primeiro ouro no futebol do País

SÃO PAULO - A equipe de Marta, Cristiane, Formiga e companhia finalmente garantiu uma vaga nos Jogos Olímpicos de Pequim, e com direito a goleada. Vice-campeão Mundial, medalha de prata em Atenas e campeão pan-americana, o Brasil venceu Gana por 5 a 1, na manhã deste sábado, em Pequim, no jogo repescagem valendo a última vaga do futebol feminino nas Olimpíadas. (leia mais)

Fonte: Tercio David - estadao.com.br

“Direitos Humanos e Políticas Públicas” foi tema de conferência em Tangará

Aconteceu durante toda a manhã desta sexta-feira, no anfiteatro do Centro Cultural, a primeira conferência municipal sobre “Direitos Humanos e Políticas Públicas: O caminho para garantir a cidadania de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais”.

Estiveram presentes no evento diversas autoridades municipais, representantes do governo estadual, além da participação de toda comunidade tangaraense.

Na conferência foram abordados diversos assuntos ligados aos Direitos Humanos, dentre eles, foram apresentadas palestras como “A Polícia Militar e a comunidade GLBTT”, proferida pelo Comandante da Polícia Militar do Pólo Regional VII, Coronel Antônio Moraes. Outro tema debatido foi sobre o “Ministério Público e as questões da Comunidade GLBTT”, apresentada pelo Promotor de Justiça, Dr. Vinicius Gayva, além da participação do presidente da ONG Livremente Cuiabá, Clóvis Arantes, que falou sobre “Orientação Sexual e Direitos Humanos”.

Após essa conferência municipal que aconteceu em Tangará da Serra, estará sendo realizada a conferência estadual em Cuiabá, prevista para o início do mês de maio e na seqüência a nacional em Brasília.

Nelli Tirelli
Assessoria de Imprensa

Tangará se prepara para campanha de vacinação contra a gripe

Com o slogan "não deixe a gripe derrubar você!
vacine-se!", a secretaria municipal de Saúde vai estar realizando no sábado do dia 28 de abril, a campanha de vacina contra a gripe.

Todas as unidades de saúde da família, postos satélites e
centro de saúde estarão abertos para estarem prestando atendimento a população de Tangará da Serra.

A campanha estará acontecendo até o dia 09 de maio nas U.S.F. e centro de saúde, em horário de funcionamento normal.

A vacinação vai estar acontecendo também na zona rural, onde a secretaria de Saúde estará enviando uma equipe dia 06 ao dia 08 de maio.

Segundo a coordenadora do programa de vacinação no Município, Juliana Marques, o objetivo da campanha é vacinar cerca de 4 mil idosos em Tangará da Serra. “A vacina é disponível para pessoas acima de 60 anos e o cartão de vacinação deve ser levado junto na hora de se vacinar”, afirmou Juliana.

Nelli Tirelli
Assessoria de Imprensa

Heróico, Santos derrota Cúcuta de virada e se classifica


Argentino Mariano Tripodi marca o gol da vitória por 2 a 1 aos 43 minutos do segundo tempo

SÃO PAULO - Na raça! Assim o Santos derrotou na noite desta quarta-feira o Cúcuta Deportivo, da Colômbia, por 2 a 1, na Vila Belmiro. O resultado garantiu a equipe nas oitavas-de-final da Copa Libertadores da América. O time foi para 10 pontos e terminou em segundo lugar no Grupo 6.

O Santos terminou justamente atrás do Cúcuta Deportivo. O Chivas Guadalajara, que venceu o San José na altitude boliviana, ficou com nove pontos, em terceiro lugar. Se tivesse empatado, o time santista ficaria de fora das oitavas, coisa que só aconteceu uma vez (1984) em dez participações na Libertadores.

Agora, o time da Vila Belmiro aguardará pela conclusão da primeira fase da Libertadores para conhecer o seu adversário nas oitavas-de-final - o que só acontecerá na próxima semana.

O Santos se junta a Cruzeiro, Flamengo e Fluminense, que estão classificados. O São Paulo é o único que ainda não conseguiu classificação.

COMEÇO COMPLICADO

O técnico Emerson Leão novamente mudou a escalação do Santos. Desta vez, ele escalou o zagueiro Betão na lateral-direita. A intenção era que o jogador apoiasse o setor ofensivo e alçasse bolas na área para os atacantes Kléber Pereira e Wesley. O Santos, assim, pressionaria o Cúcuta do início ao fim.

Mas não foi isso o que aconteceu. Já classificado, o time colombiano entrou em campo na defensiva. O Santos não conseguiu fugir da marcação e viu seus atacantes sumirem. O colombiano Molina, principal armador santista, não repetiu o desempenho dos últimos jogos - ele ainda levou uma pancada no nariz no segundo tempo.

A noite na Vila Belmiro ganhou contornos dramáticos logo aos 22 minutos do primeiro tempo. O volante Marcinho Guerreiro, sempre ele, exagerou na marcação e derrubou Vargas na entrada da área. Na cobrança, Lincarlos Henry bateu com perfeição e acertou o ângulo de Fábio Costa.

Se o Santos já estava ruim, ficou ainda pior no primeiro tempo. Rodrigo Tabata, que disse antes do jogo que gostaria de homenagear Pelé com um gol, fez uma atuação lamentável. Errou passes, cobranças de faltas, cruzamentos, dribles... e foi substituído no segundo tempo por Tripodi.

"A bola bate e volta, bate e volta. Assim não dá mesmo. Foram 45 minutos no primeiro tempo sem que criássemos uma boa jogada de gol. Não conseguimos fugir da marcação deles e assim fica muito complicado. Não dá mais para ficar cruzando bolas na área", explicou Leão no retorno ao segundo tempo.

E os jogadores atenderam o pedido do treinador. Apoiado pela torcida, o Santos foi para o ataque e empatou aos 23 minutos da etapa final. Wesley fez boa jogada pela esquerda e tocou para Kléber Pereira. O artilheiro dominou, girou e bateu para o fundo das redes do goleiro Castellano.

Com o empate, o jogo ganhou em emoção. E isso afetou os nervos dos jogadores. Domingos deu um tapa em Lincarlos, que revidou. Os dois foram expulsos pelo uruguaio Jorge Larrionda. Leão reclamou, peitou o bandeira Walter Rial e também acabou recebendo o cartão vermelho.

Depois das expulsões, o Santos martelou, martelou, martelou... e foi premiado aos 43 minutos do segundo tempo. O argentino Mariano Tripodi aproveitou falha do goleiro Castellano para mandar para o fundo das redes. Festa para a torcida santista, que sofreu demais na noite desta quarta-feira.

André Rigue - estadao.com.br

Dilceu e Domingos empatados em Sorriso

Prefeito Dilceu Rossato (PR) e o deputado estadual José Domingos polarizam disputa à prefeitura e estão tecnicamente empatados

O prefeito Dilceu Rossato (PR) e o deputado estadual José Domingos (DEM) polarizam a disputa pela prefeitura de Sorriso, com um empate técnico na corrida sucessória. Nova pesquisa aponta o candidato à reeleição com 40,5% das intenções de voto, enquanto o parlamentar e ex-prefeito detém 36,6%. No segundo pelotão, o empresário Chicão Bedin (PMDB) figura com 11,8%.

Os índices são registrados no voto estimulado na consulta elaborada pela KGM Comunicação, Marketing e Pesquisas. O termômetro das eleições no pólo de Sorriso induzem a um duelo de resultados finais imprevisíveis, num embate entre a preferência pelo segundo mandato a Rossato ou o retorno de Domingos ao Executivo local, que carrega no currículo político três mandatos de prefeito.

A ordem é mantida no voto espontâneo declarado por eleitores da cidade. Rossato registra no cenário 25% dos votos, ao passo que Zé Domingos desponta com 15%. Chicão Bedin registra 3,2% das menções entre os eleitores entrevistados. O duelo centrado entre Rossato e Domingos também é transparecida no imaginário do eleitor de Sorriso. Para 37,6% dos consultados, o deputado será o vencedor caso se candidato, enquanto para outros 36% o prefeito conquistará a reeleição, independente de qual seja o postulante preferencial.

Em definitivo, a vantagem a Domingos se dá no campo da rejeição aos candidatos. O parlamentar aparece com o menor índice entre os três nomes aventados, com 23,2%. O prefeito republicano lidera o indesejado quesito aos candidatos, com 28,7%. Já o nome de Chicão Bedin é rechaçado por 25,3% dos eleitores.

A pesquisa da KGM está registrada no cartório eleitoral da 43ª Zona sob o número 001/2008. A KGM ouviu 380 eleitores de Sorriso nos dias 10 e 11 de abril. A margem de erro da pesquisa é de 5% e o intervalo de confiança corresponde a 95%.

Entre os entrevistados, 52,1% são homens e 47,9% mulheres. No perfil dos consultados, a maior parte dos eleitores, 27,4%, possui idades de 25 a 34 anos, seguidos pela faixa etária de 35 a 44 anos, que concentra 24,7% do universo abarcado na amostragem. No quesito renda, 53,7% dos eleitores ouvidos detém rendimento familiar mensal de R$ 416,00 a R$ 1.660,00. Quanto à escolaridade, 51,3% concluíram ou estão cursando o Ensino Médio.

Maggi – Entre os eleitores consultados em Sorriso, 83,2% declaram aprovar a administração do governador Blairo Maggi (PR) contra 23,2% que reprovam a gestão estadual iniciada em 2003. Estimulados a avaliar o desempenho do gestor, 63,9% das pessoas ouvidas em Sorriso afirmam encarar como boa a administração.

Fatia de 17,6% considera o governo Maggi ótimo, em contraste com 6,8% que apregoam o juízo de ruim e 4,2% de péssimo. O índice de aprovação é o maior entre as pesquisas realizadas pela KGM até agora nos pólos do Estado, cuja rodada vem sendo divulgada pelo Diário. Já foram publicados os resultados de amostragens do cenário político em Cuiabá, Várzea Grande, Cáceres, Alta Floresta e Sinop.

JULIANA SCARDUA
Reportagem Diário de Cuiabá

Projeto garante divulgação sobre destinação dos restos do tabaco


Wagner Ramos disse, como exemplo, que filtros de cigarros atirados em lagos, rios, mares, florestas e jardins demoram 100 anos para se degradar

A Comissão Permanente de Meio Ambiente e Recursos Hídricos e Minerais da Assembléia Legislativa está analisando projeto de lei do deputado Wagner Ramos (PR) que obriga as indústrias e o comércio de tabaco a divulgar informações sobre destinação de restos do produto no meio ambiente.

A medida é tratada pelo parlamentar como “de educação ambiental dos consumidores” e responsabiliza os setores produtivo e de comercialização pela divulgação. As informações se referem à destinação final das pontas de cigarro – popularmente conhecidas como “guimbas” – ou de cigarrilhas consumidas. Elas têm filtros de fibra sintética ou piteiras plásticas. A divulgação deverá ser permanente sobre os prejuízos provocados ao meio ambiente por esses resíduos.

“Se fizermos uma avaliação abrangente, veremos que os prejuízos decorrentes do uso do tabaco e dos produtos que derivam dele são imensuráveis em todo o ciclo. A começar pela terra onde ele é plantado: ela fica rapidamente empobrecida porque a planta do tabaco absorve grande quantidade de nutrientes levando o solo à exaustão”, explicou Wagner Ramos.

Ele também citou o uso constante de esterilizadores do solo, desbrotadores e agrotóxicos para dizer que as substâncias causam intoxicação e doenças nos plantadores e danos ao solo pelo acúmulo que fica na terra, inviabilizando-a para um posterior plantio de alimentos.

“A publicidade de cigarros, propagada pela indústria ou pelo comércio de tabaco em cartazes, jornais, revistas, painéis, ‘outdoors’ e posteres, deverá incluir – nos respectivos meios de comunicação – o aviso escrito, de forma legível e evidente, sobre as conseqüências e os malefícios do ato de se jogar de maneira imprópria o lixo do fumante, através das seguintes frases – usadas em séries – que subsegue a afirmação “Não jogue guimba no chão”:
I – “Preserve o meio-ambiente”

II – “Descarte sua guimba nos coletores de lixo”

III – “Seja responsável”

IV – “Mantenha a cidade limpa”

O projeto de lei estabelece, ainda, que seus infratores – assim considerados os responsáveis pelo produto e pela peça publicitária – ficarão sujeitos a multa pela infração cometida, nos termos e na forma previstos em sua regulamentação.

Na última pesquisa divulgada pelo Instituto Nacional do Câncer, em 2001, o Brasil era o terceiro maior produtor mundial de tabaco e a região Sul detinha 93% dessa produção, onde o processo de secagem das folhas de fumo (cura) é realizado em estufas alimentadas por madeira.

Ainda em seus informes, o Inca alertou que essa madeira tem sido obtida há vários anos por meio do extrativismo – diretamente da mata Atlântica – contribuindo para a redução da cobertura vegetal. “Para curar cada quilo de tabaco são usados 25 kg de lenha. Assim, para curar o tabaco usado na fabricação de 300 cigarros, uma árvore é derrubada”, diz um dos seus comunicados.

O cigarro – em face das evidências farmacológicas e toxicológicas – é um multitóxico que contém 4.720 substâncias agressivas ao organismo humano e ao meio ambiente. A Organização Mundial de Saúde (OMS) reconhece que a Poluição Tabágica Ambiental (PTA) é responsável por 85% da poluição do ar no ambiente interno.

O padrão de qualidade do ar interno para locais fechados – internacionalmente adotado e estabelecido pela OMS – é de até 9 ppm (nove partes por milhão de material particulado em suspensão no ar). Em ambientes fechados as medições feitas têm registrado – em média – 100, 200 e até 1.000 ppm, o que constitui um valor alarmante do ponto de vista ambiental e de saúde pública.

Na justificativa do projeto, Wagner Ramos explica que o cigarro não oferece danos somente à saúde das pessoas e que o meio ambiente também sofre as conseqüências com o seu uso. Para ele, a chamada ‘bituca’ ou ‘guimba’ – a última ponta do cigarro consumido – sempre foi uma ‘dor de cabeça’ para as empresas que cuidam da limpeza urbana e também para organizações de proteção ao meio ambiente.

No Brasil, são produzidas por ano 33 mil toneladas de guimbas de cigarro – um poluente pra lá de abundante – facilmente encontrado em qualquer esquina das cidades. Classificadas como micro lixos – já que são detritos muito pequenos e de difícil coleta – esses restos ficam por toda a parte e permanecem nos mais variados locais.

“Sem dúvida, a educação ambiental é a ferramenta mais eficiente para mudar essa triste realidade. Com o trabalho de conscientização, as guimbas de cigarros poderão ter destino sustentável uma vez que já existem projetos de reciclagem para elas”, disse o deputado.

Ele deu como exemplo os casos de pessoas que colhem latas de bebidas ou garrafas PET nas ruas e trocam por um valor financeiro adotado pelas cooperativas. “Já pensou quando resolverem catar guimbas de cigarro por um motivo rentável? O meio ambiente vai agradecer por esta ação!”, completou o parlamentar republicano.

Danos causados ao meio ambiente pelo fumo
01) Florestas inteiras são devastadas para alimentar os fornos a lenha que secam as folhas do fumo antes de serem industrializadas.

02) Para cada 300 cigarros produzidos uma árvore é queimada. Portanto, o fumante de um maço de cigarros por dia sacrifica uma árvore a cada 15 dias.

03) Para a obtenção de safras cada vez melhores, plantadores de fumo usam agrotóxicos em grande quantidade, causando danos à saúde dos agricultores e ao ecossistema.

04) Além disso, filtros de cigarros atirados em lagos, rios, mares, florestas e jardins demoram 100 anos para se degradar.

05) Cerca de 25% de todos os incêndios são provocados por pontas de cigarros acesas, o que resulta em destruição e mortes.

Fonte: FERNANDO LEAL
Secretaria de Comunicação

Mais informações:
Secretaria de Comunicação
Telefones: 3901-6310 e 3901-6283

Campanha de Vacinação do Idoso será lançada no dia 26 de abril


O Ministério da Saúde preconizou uma meta de 80% de cobertura vacinal dos idosos para a campanha desse ano

Com o objetivo de promover a saúde e o bem estar da população idosa, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) lança no próximo dia 26 de abril, a Campanha de Vacinação do Idoso. Tendo como slogan “Não deixe a gripe derrubar você. Vacine-se", a campanha de 2008 tem como meta imunizar mais de 161 mil idosos contra o vírus da gripe. Para isso serão colocadas à disposição cerca de 222 mil doses da vacina distribuídas em 1.616 postos de vacinação em todo o Estado. A campanha abrange todos os municípios do Estado e conta com a colaboração e o apoio técnico de mais de quatro mil profissionais que atenderão os idosos. “Vale ressaltar que nesta campanha só serão imunizadas contra a gripe pessoas acima de 60 anos de idade”, disse a coordenadora da Vigilância Epidemiológica da SES, Mirian Stela Souza Freire. A campanha está programada para acontecer até o dia 05 de maio.

Mirian Freire informa que Ministério da Saúde, governos estaduais, municipais e do Distrito Federal definiram para este ano vacinar no mínimo 80% das pessoas com 60 anos ou mais. O número é 10 pontos percentuais maior que os 70% estabelecidos nos anos anteriores. Isso significa que pelo menos 14,5 milhões de idosos serão vacinados no Brasil contra a gripe este ano. “Podemos destacar que Mato Grosso vem ultrapassando a meta preconizada pelo Ministério. A média percentual alcançada em campanhas anterior ultrapassou 95% de cobertura. Para exemplificar, o ano de 2007 obteve uma cobertura de 98,52% de vacinação”, completou a coordenadora da Vigilância Epidemiológica.

A coordenadora explica ainda que a aplicação da vacina contra gripe tem que ser no outono, devido à temporada da gripe que chega junto com o inverno. A duração da imunidade é de um ano, pois o vírus da gripe muda de ano para ano. Por isso, conforme recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), a composição da vacina também muda anualmente.

Além da vacinação outro objetivo da campanha é incentivar a população idosa a ter hábitos saudáveis. A experiência já comprovou que a atividade física e mental, aliada à vacina, aumenta a expectativa e a qualidade de vida dos idosos. Outro ponto da campanha é desmistificar algumas crenças negativas sobre a vacina, que só faz o bem a quem a toma.

A vacina contra gripe é de graça e não faz mal nenhum. A dose diminui o risco de outras doenças respiratórias agudas, como pneumonia, reduzindo também os riscos de internação e até de morte. Outro detalhe importante é que a vacina não provoca gripe. Quando isso acontece é porque a pessoa já estava contaminada pelo vírus e não houve tempo suficiente para a ação da vacina ou é apenas um resfriado. A vacina não provoca reações muito embora algumas pessoas possam apresentar sintomas leves alérgicos e que desaparecem entre 24 e 48 horas.

Não devem ser vacinadas pessoas que já tenham apresentado reações alérgicas graves à dose anterior da vacina e à proteína do ovo.

A gripe é uma doença infecciosa do sistema respiratório, de natureza viral e altamente contagiosa, podendo apresentar desde uma forma leve e de curta duração, até formas clínicas graves e complicadas. O vírus influenza é disseminado pelas vias respiratórias, pela qual os indivíduos infectados os transmitem por meio de gotículas: ao falar, espirrar ou tossir. O período de incubação após o contágio varia de um a quatro dias após a transmissão.

A forma e a gravidade da gripe variam muito. O início é abrupto, com sintomas clínicos sistêmicos como febre alta, calafrios, mialgia, cefaléia e mal estar. À medida que os sintomas clínicos diminuem, os sintomas respiratórios, como dor de garganta, tosse seca, coriza e congestão nasal predominam, durando poucos dias, exceto em casos que complicam . Algumas das complicações severas da gripe são: pneumonia e bronquite. No país, a freqüência de complicações da gripe na faixa etária de 60 a 69 anos é de 40%, percentual que aumenta para 80% a partir dos 70 anos.

Fonte: CAROLINA MIRANDA
Assessoria/SES-MT

Oposição fura o cerco e Dilma terá de explicar dossiê no Senado


Senadores da base protestam, dizendo que comissão de infra-estrutura está sendo 'instrumentalizada' pelo PSDB

BRASÍLIA - A Comissão de Serviços de Infra-Estrutura, do Senado, aprovou nesta terça-feira, 15, requerimento de autoria do senador Mário Couto (PSDB-PA) convocando a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, para falar sobre um dossiê que teria sido produzido no gabinete dela sobre gastos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso com Cartões Corporativos da Presidência da República. No dia 3, na mesma comissão, os oposicionistas aprovaram requerimento semelhante, aproveitando a ausência dos governistas - como aconteceu nesta tarde -, convocando a ministra falar sobre obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Surpreendida pela iniciativa da oposição, a líder do bloco do governo, senadora Ideli Salvatti (PT-SC), protestou, afirmando que a Comissão de Infra-Estrutura está sendo "instrumentalizada" pelo PSDB. No dia 3, o requerimento aprovado na ausência dos governistas também era de autoria de um senador do PSDB: Flexa Ribeiro (do Pará, como Couto). E outro tucano, o senador Marconi Perillo (GO), apresentou naquela ocasião um aditamento incluindo o tema do dossiê na pauta de assuntos a serem abordados por Dilma no depoimento, mas o retirou pouco depois. Dilma comunicou à comissão que comparecerá após o dia 29, para falar sobre o PAC e sobre o andamento da construção da Usina Hidrelétrica Belo Monte (no Pará).

O líder do governo no Senado, senador Romero Jucá (PMDB-RR), também protestou contra a aprovação do novo requerimento e apresentou dois outros - um deles transformando em convite a convocação de Dilma aprovada no dia 3 e o outro recorrendo ao plenário da Casa para tornar sem efeito a convocação da ministra aprovada nesta terça.

Acordo

Mais cedo, governistas e oposicionistas fecharam um acordo para dar uma sobrevida aos trabalhos da Comissão Parlamentar Mista (CPI) de Inquérito dos cartões encarregada de investigar denúncias de irregularidades no uso dos cartões da Presidência da República. Em razão do acordo, a expectativa no Congresso, agora, é de que nem chegue a ser instalada a recém criada CPI exclusiva do Senado sobre os cartões.

Pelo entendimento, os parlamentares da base aliada ao governo concordaram em aprovar requerimento que permita à CPI ter acesso a dados sigilosos em poder do Tribunal de Contas da União (TCU) referentes a gastos de altos servidores da Presidência da República. São dados relativos ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ao do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. O TCU é um órgão auxiliar do Poder Legislativo.

Fonte:Rosa Costa, de O Estado de S.Paulo

Juarez lidera corrida eleitoral em Sinop

Deputado estadual Juarez Costa (PMDB) tem a preferência dos eleitores com 33,8%, seguido do empresário Roberto Dorner (PDT) com 27,7%

O deputado estadual Juarez Costa (PMDB) lidera a corrida sucessória à prefeitura de Sinop, com 33,8% das intenções de voto, o suficiente para decretá-lo o novo prefeito caso as eleições fossem hoje. Ele é seguido pelo empresário Roberto Dorner (PDT), com 27,7%. No segundo pelotão da disputa figura o suplente de senador Jorge Yanai (DEM), com 13,9%, e o empresário Paulo Fiúza (PV), com 10,7%.

O termômetro das eleições em Sinop é aferido na nova pesquisa realizada pela KGM Comunicação, Marketing e Pesquisas, registrada no cartório da 22ª Zona Eleitoral do município sob o número 002/2008. O deputado peemedebista também lidera outro cenário estimulado aventado na pesquisa, as respostas espontâneas e, em paralelo, o amargo ranking aos candidatos – o de rejeição. Para 35,3% dos eleitores entrevistados, independente de qual é o candidato preferencial, ele será o novo prefeito de Sinop, na sucessão do prefeito Nilson Leitão (PSDB).

No segundo espelho estimulado da amostragem, a substituição do nome oficial do DEM revela que há pouca influência sobre os resultados finais. Considerando o deputado estadual Dilceu Dal Bosco como o candidato oficial do DEM em substituição a Yanai, Juarez acaba registrando 32,5% no páreo sucessório, mantendo inalterada a ordem dos demais candidatos.

Com os nomes postos, caso as eleições fossem hoje, Roberto Dorner computaria 24,1% dos votos, enquanto Dilceu registraria 20,9% e Fiúza 9,9%. A vantagem de Dorner sobre Juarez se dá na seara da rejeição pelo eleitor. Enquanto o deputado acumula 22% das menções, o candidato do PDT se revela confortável na última posição entre os postulantes, com 6,5%. Paulo Fiúza aparece em segundo lugar, com 19,4%. Os dois nomes do DEM figuram na faixa intermediária do quesito, com 14,7% computados contra Dilceu e 13,6% contra Yanai.

No voto espontâneo a diferença entre os dois candidatos que lideram a corrida sucessória é ainda menor, de cerca de sete pontos percentuais. No campo espontâneo, Juarez lidera com 20,2%, ao passo que Dorner registra 14,9%. Em terceiro lugar figura Paulo Fiúza, com 3,7%, seguido por Jorge Yanai (2,6%) e Dilceu Dal Bosco (2,1%).

A KGM ouviu 382 eleitores pelas ruas de Sinop no dia 5 de abril. A margem de erro da pesquisa é de 5% e o intervalo de confiança é de 95%.

Para 47,6% dos entrevistados, os candidatos que participarão da corrida sucessória ainda são uma incógnita. No quesito, o nome do deputado Juarez Costa é o mais afixado hoje na cabeça do eleitor, com 24,1% das menções. Assim como nas intenções de voto, Roberto Dorner aparece na seqüência, com 17%.

Entre os entrevistados, 51,3% são homens e 48,7% são mulheres. A faixa etária de maior concentração de eleitores é a que compreende idades de 25 a 34 anos, que engloba 28,3% dos eleitores ouvidos. Ainda no perfil socioeconômico, 45,8% das pessoas consultadas na pesquisa detém uma renda familiar mensal de R$ 416,00 a R$ 1.660,00. No quesito escolaridade, 43,2% dos eleitores completou ou estão no Ensino Médio, em contraste com 2,6% no universo de entrevistados que são analfabetos.

Fonte:JULIANA SCARDUA
Reportagem Diário de Cuiabá

Papa se diz 'envergonhado' por escândalos da Igreja nos EUA

Bento XVI segue para Washington nesta terça e afirma que excluirá qualquer pedófilo do ministério sagrado

ROMA - O papa Bento XVI disse nesta terça-feira, 15, que está "profundamente envergonhado" pelas denúncias de abuso sexual envolvendo a Igreja Católica Romana nos Estados Unidos, e prometeu que fará o possível para evitar novos escândalos.

"Nós excluiremos absolutamente pedófilos do ministério sagrado", disse Bento XVI aos repórteres na aeronave que o leva para Washington em sua primeira visita aos EUA. "Estamos profundamente envergonhados e faremos o possível para que isso não se repita no futuro".

Um encontro oficial com o presidente, duas missas em estádios de beisebol, uma parada para orações no marco zero, em Nova York, entre outras atividades. O papa Bento XVI terá uma agenda cheia, em sua primeira visita no posto aos Estados Unidos. O papa partiu de Roma para Washington nesta terça-feira. O presidente George W. Bush o receberia assim que ele pousasse em solo americano. É a primeira vez que o líder norte-americano recebe um estrangeiro no local de desembarque.

Segundo o programa, esta será a única aparição pública do papa no primeiro de seus seis dias de visita dos EUA, país com 65 milhões de católicos. Aparentemente, o descanso na chegada trata-se de um cuidado para evitar problemas com o fuso horário no religioso, que fará 81 anos na quarta-feira.

Mais de 10 mil pessoas são esperadas na quarta-feira para observar, nas proximidades da Casa Branca, a visita oficial do papa a Bush. A Casa Branca também planeja um jantar de gala nesta noite - ainda que o papa não esteja presente neste evento. Segundo o governo, ele estará participando na mesma hora de uma cerimônia com bispos do país.

O líder religioso e o presidente dos Estados Unidos têm temas em que discordam, como a guerra no Iraque, a pena de morte e o embargo dos EUA sobre Cuba. Porém, também concordam em assuntos como a oposição ao aborto, ao casamento gay e às pesquisas com células-tronco. No domingo, em sua tradicional oração diante da Praça São Pedro, Bento XVI afirmou que sua visita seria um "período de renovação espiritual para os americanos".

Espera-se que Bento XVI afirme a importância dos valores morais e combata o que ele considera as perigos do relativismo moral. Em Nova York, o papa realizará uma cerimônia nas Nações Unidas. Também visitará a sinagoga Park East, parte de seu esforço para estreitar as relações com os judeus.

Ele celebrará missa no Nationals Park, em Washington, e no Yankee Stadium, em Nova York. Este será seu último grande evento na viagem, no domingo. Antes, no mesmo dia, visitará o marco zero, local em que ficavam as torres do World Trade Center, vítimas do atentado de 11 de setembro de 2001.

Escândalos

Em 2002, um artigo do jornal Boston Globe denunciou um ex-padre por ter abusado sexualmente de 130 menores durante 30 anos. Descobriu-se também que o cardeal de Boston, Bernard Law, havia acobertado outros padres pedófilos, conseguindo transferências para os acusados.

O escândalo afetou a imagem da Igreja Católica no mundo e levou as dioceses dos Estados Unidos a gastar cerca de US$ 2 bilhões para indenizar vítimas de abusos. Só a diocese de Los Angeles pagou cerca de US$ 660 milhões para 500 vítimas de abusos a partir da década de 40.

Fonte: Reuters e Associated Press

Lula vai rever dados sobre desmatamento


Presidente da República se comprometeu com o governador e comitiva a reavaliar dados do Inpe do desmatamento em Mato Grosso

Após um dia de audiências em Brasília, o governador Blairo Maggi (PR) retornou ontem para Cuiabá com a garantia do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), de que os dados sobre os desmatamentos pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) serão revistos durante uma reunião, na próxima semana, com todos os órgãos envolvidos, inclusive, com a Secretaria de Meio Ambiente do Estado (Sema), que elaborou um documento que contrapõe os números do governo Federal.

O governador viajou com um calhamaço de documentos, somados milhares de páginas, para comprovar os dados, segundo ele, confiáveis pela Secretaria de Meio Ambiente sobre os números do desmatamento em Mato Grosso. A primeira audiência de Maggi foi a com a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, que durou pouco mais de duas horas. Em seguida, esteve com o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes. O encontro durou cerca de uma hora.

A audiência com o presidente Lula foi no final da tarde. O deputado federal, Homero Pereira (PR), que integrou a comitiva governista, relatou que os encontros foram produtivos. Segundo ele, nas três audiências para discutir especificamente o desmatamento não foram contestados os dados da Sema. O parlamentar contou que o presidente Lula quer arbitrar sobre o tema.

Uma reunião na próxima semana, ainda sem data marcada, liderada pelo presidente com técnicos do Inpe, Sema e Embrapa vai procurar até, se necessário, uma nova metodologia de trabalho para evitar o atual cenário de discussões e discordâncias sobre os levantamentos. Conforme narrou Pereira, o presidente apontou que a condição de questionamento sobre o desmatamento coloca sob risco a situação do País, que pode perder mercado.

“Eu me comprometo para a próxima semana uma reunião para ajustar a metodologia, se for injusta”, relatou o parlamentar republicano um trecho da conversa do presidente com a comitiva de Mato Grosso. “Os dados são conflitantes. Para as ondas de calor emitidas há interpretação dos órgãos que interferem e o dado não bate”, afirmou Homero.

“A receptividade do presidente foi muito boa e ele se mostrou bastante sensibilizado com a nossa situação, acredito que agora, por meio do relatório que apresentamos, essa questão terá outros desdobramentos”, afirmou o governador, por meio da Secretaria de Comunicação do Estado (Secom).

Ainda sobre o cenário, a situação da economia do Estado foi discutida, conforme Homero, onde se apontou o potencial de Mato Grosso em produzir, sem desmatar. Integrante da comitiva, o deputado Dilceu Dal Bosco (DEM), que preside a comissão de Meio Ambiente na Assembléia Legislativa, considerou que as autoridades federais deram espaço para defesa do Estado. Ele confirmou que o presidente Lula quer reavaliar a situação e evitar que sejam divulgados números com incoerência “jogando por terra” um trabalho. A comitiva também questionou a operação Arco de Fogo, desencadeada pela Polícia Federal.

Fonte: NOELMA OLIVEIRA
Reportagem do Diário de Cuiabá

Brasil pode ter 3º maior campo de petróleo do mundo; governo pede cautela

O diretor-geral da ANP (Agência Nacional do Petróleo), Haroldo Lima, disse nesta segunda-feira que o bloco BM-S-9, conhecido como Carioca, pode ser o terceiro maior campo de petróleo do mundo. Segundo ele, o poço, que teria reservas em torno de 33 bilhões de boe (barris de óleo equivalente), seria cinco vezes maior que o megacampo de Tupi, na Bacia de Santos.

Durante o 4º Seminário de Petróleo e Gás Natural promovido pela FGV (Fundação Getúlio Vargas), no Rio, Lima ressaltou que as informações são "oficiosas", mas oriundas de fontes da Petrobras.

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, que participa de evento em Brasília, disse que a informação ainda não foi confirmada e que é preciso ter "cautela" até o anúncio oficial ser feito. "Recomendei que a Petrobras tomasse a posição oficial por parte do governo e que tranqüilizasse de todas maneiras o mercado", afirmou, destacando que os estudos ainda são preliminares.

"Seria a maior descoberta feita no mundo nos últimos 30 anos e seria também o terceiro maior campo do mundo na atualidade. É algo do Oriente Médio, mas nada está confirmado", afirmou Lima, referindo-se à região do planeta que tem as maiores reservas do mundo.

O diretor da ANP explicou que o BM-S-9 fica a oeste de Tupi (BM-S-11). Outra grande descoberta da Petrobras, o campo de Júpiter também fica na zona de influência do Carioca (BM-S-24). Todos ficam sob uma extensa camada de sal, chamada localizada até a 5.000 metros de profundidade.

O BM-S-9 é operado pelo consórcio Petrobras, que tem 45% do campo, a British Gas, com 30%, e Repsol, com 25%. Por meio de suas assessorias de imprensa, as três empresas declararam que não irão se manifestar sobre a afirmação de Lima.

A Petrobras afirmou apenas que "tecnicamente" o bloco Carioca não pode ser chamado de campo, sendo que o poço ainda não foi declarado comercialmente viável. Ainda por meio de nota, explicou que "a continuidade das atividades exploratórias [da região] inclui a perfuração de novos poços, teste de formação de longa duração e novos estudos geológicos para comprovar a abrangência da descoberta".

Mercado

Após as declarações de Haroldo Lima, as ações da petrolífera brasileira dispararam na Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo). Depois de virar a manhã com perdas na casa dos 1,7%, os papéis preferenciais eram negociados, às 16h40, com alta de 5,5%. Já as ordinárias subiam 7,3%.

Na mesma tendência, a ADR (American Depositary Receipt) da ação ordinária da petrolífera brasileira, negociada na Nyse (Bolsa de Valores de Nova York, na sigla em inglês), apareceu na lista dos cinco papéis mais negociados nos EUA.

Tupi

Anunciado em novembro do ano passado, o megacampo de Tupi, na Bacia de Santos, tem uma reserva estimada pela Petrobras entre 5 bilhões e 8 bilhões de barris de petróleo, sendo considerado uma das maiores descobertas de petróleo do mundo dos últimos sete anos.

Para termos de comparação, as reservas provadas de petróleo e gás natural da Petrobras no Brasil ficaram em 13,920 bilhões boe (barris de óleo equivalente) em 2007, segundo o critério adotado pela ANP.

O Brasil ocupa hoje o 17º lugar no ranking de países com maiores reservas de petróleo, em bilhões de barris.

Fonte: CIRILO JUNIOR
da Folha Online, no Rio
LORENNA RODRIGUES
com Folha Online, em Brasília

Lula convoca os prefeitos para combater a dengue


No rádio, presidente afirma que cada governante precisa assumir a responsabilidade de cuidar de sua cidade

SÃO PAULO - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no seu programa semanal de rádio,o Café com o Presidente, chamou a atenção dos prefeitos para que entrem no combate a dengue. Ele disse isso ao lembrar da marcha dos prefeitos deste ano, que acontece nesta semana, e que ele participou em 2003. E alertou: "Nós temos que fazer um chamamento aos prefeitos no combate à dengue, por exemplo. Ou seja, cada prefeito precisa assumir a responsabilidade de cuidar com muito carinho da sua rua, do seu bairro, da sua vila e da sua cidade".

"Eu acho que é uma integração importante. São os entes federados trabalhando juntos, seja na construção das obras do PAC, seja na educação, seja na saúde, porque nós entendemos que o Brasil precisa ser assim para melhorar mais rapidamente, concluiu o presidente.

Logo após o chamamento, Lula disse que é preciso fazer uma convocação aos prefeitos para cuidar do ensino fundamental. "Cada prefeito precisa saber como anda cada escola no seu município. Se a escola não está bem, é preciso saber que o prefeito tem responsabilidade junto com o governo do estado, junto com o presidente da República, mas todos nós, se quisermos melhorar a qualidade do ensino, nós temos que estar juntos para fazer com que as coisas aconteçam e a meninada tenha as escolas públicas funcionando cada vez melhor e cada vez mais com qualidade".

O presidente citou a aplicação do sistema de banda larga, na comunicação via computadores. E explicou: "Vamos dotar as escolas públicas urbanas brasileiras de equipamentos que podem permitir que o nosso jovem possa aprimorar os seus estudos e possa produzir muito mais na escola".

Lula informou que hoje todas as escolas de ensino médio já têm laboratório de informática, e as escolas do ensino fundamental já começaram a receber os laboratórios. "Só este ano, serão distribuídos para nove mil escolas urbanas e três mil escolas rurais. Olha, eu acho que você permitir que as pessoas tenham acesso a um computador a um preço barato e, ao mesmo tempo, permitir que as pessoas comecem a receber banda larga na sua casa, você está permitindo o quê? É uma conquista superior do ser humano", disse o presidente.

Lula lembrou que em 2004 o governo começou a discutir a questão do Computador para Todos. "Foi um trabalho imenso, para que a gente pudesse permitir que o povo mais pobre do Brasil pudesse comprar computadores. Foram vendidos muitos computadores. Só em 2007, foram comercializados dez milhões de computadores. E a previsão deste ano é que a gente continue crescendo. E é importante que cresça porque no fundo o computador é uma ferramenta de trabalho importante para a maioria das pessoas", afirmou.

O presidente afirmou também que esta "é uma conquista de cidadania importante para que as pessoas possam utilizar o computador como um instrumento de melhorar a sua vida, de prestar serviço, de receber informações, de estudar. E é isso que nós estamos fazendo com o povo brasileiro e queremos que o Brasil se coloque como um dos países de melhor condição no mundo".

Ainda no programa de rádio, Lula fez um balanço de suas viagens internacionais na última semana, quando foi à Holanda e à República Tcheca.

Fonte: Milton F.da Rocha Filho, da Agência Estado

Marcos Gomes vence abertura da Stock Car, em Interlagos


Piloto paulista usa estratégia de paradas para vencer primeira corrida do ano; Ingo anuncia aposentadoria

SÃO PAULO - Marcos Gomes conquistou neste domingo a sua segunda vitória na Stock Car. O piloto paulista venceu a etapa de abertura da temporada deste ano da categoria, em Interlagos, São Paulo. Thiago Camilo terminou a prova em segundo e Cacá Bueno em terceiro.

Com o resultado, Gomes lidera o campeonato, com 25 pontos, e credita a vitória à estratégia de parada para reabastecimento, que volta à categoria depois de ter sido usada em 2003 e 2004. "Eu nunca tinha participado de uma corrida com este tipo de estratégia de parada. Mas a gente treinou bem isto e a estratégia do Andreas [Mattheis, chefe de equipe] foi importante para eu poder acelerar com pista livre entre as paradas", disse Marcos Gomes, em entrevista logo após a corrida.

A próxima etapa acontece dia 4 de maio, em Brasília.

SUSTO
Thiago Marques sofreu forte acidente na Subia do Lago, quando rodou após um toque de Ricardo Zonta, bateu na barreira de pneus e retornou à pista, sendo atingido, de leve, por Thiago Medeiros.

A batida trouxe tristes lembranças do acidente que matou Rafael Sperafico, piloto da Stock Light, na última prova do ano passado, também em Interlagos.

O safety car entrou na pista e o piloto teve de ser atendido ainda no carro pela equipe médica. Após alguns minutos de espera, Marques deixou o carro andando e foi encaminhado para o Centro Médico para exames de rotina.

ANÚNCIO
Pouco antes da prova, e completando 30 anos de categoria, Ingo Hoffmann anunciou que irá abandonar as pista ao final desta temporada. Depois de partir na pole, o 12 vezes campeão da Stock Car, quebrou logo na primeira volta e teve de abandonar.

Fonte: Redação Estadão